3 Chaves para Salvar seu Futuro Casamento |




1472980_617070885079571_2125432438219415649_n
.
É tendência entre esses que ainda não se comprometeram com uma
vocação assumir que são chamados ao matrimônio por não se sentirem
chamados ao sacerdócio e vida religiosa. O problema dessa mentalidade é
que se discerne a vocação ao matrimônio baseando-se em um processo de
eliminação – ou erro. O matrimônio é uma vocação, ou seja, é um chamado
de Deus e isso requer o mesmo nível de discernimento e formação que o
chamado ao sacerdócio ou à vida religiosa requer.

O problema vocacional que eu vejo entre alguns dos meus amigos
solteiros é que muitos deles tem um estilo de vida muito
descomprometido. O que não quer dizer que sejam impuros ou que não
estejam vivendo a castidade. Mas que, eles vivem suas vidas sem muito
propósito e seu estilo de vida não busca coisa alguma. Eles vão de um
encontro para outro, nunca encontrando verdadeiramente a missão de suas
vidas e nunca preparando-se para a vocação que Deus os chama ou chamará.
Se eu fosse dar um conselho para meus amigos solteiros, eu os
encorajaria a se preparar para seu chamado, buscando uma melhor formação
como pessoa. Aqui estão três pontos a serem considerados:

1) Feridas que você traz para seu casamento podem impactar negativamente seu relacionamento.

Toda pessoa carrega feridas emocionais em sua vida. Elas podem ter
origem em algum pecado cometido em sua vida, eventos que aconteceram em
sua vida, ou feridas de sua família de origem. Se vocês trouxer essas
feridas para o seu casamento, elas podem mexer novamente com seu
relacionamento e também com a vida de suas crianças. Recentemente, eu
percebi que eu era uma pessoa com dificuldades em aceitar a culpa. Em
minha família de origem, eu aprendi que ou você poderia culpar outra
pessoa por um problema ou você poderia se responsabilizar, e como
resultado, eu tive um tempo duro com relação a aceitação da culpa por um
erro da minha própria família. Essa é uma ferida que necessitava de
cura – e é uma ferida realizada em minha família.

2) Castidade é necessária para o amor.

Um casal que carece em castidade enfrentará problemas matrimoniais.
Me intriga ver quantos amigos solteiros carregam o conceito errado de
que o casamento será a grande cura para a impureza sexual. Eles
acreditam que sexo com suas esposas será a cura para seus vícios em
pornografia e que o tal ato de “empurrar limites” com seus namorados não
terá muito impacto sobre seu futuro casamento. São João Paulo II disse:
“Apenas um homem casto e uma mulher casta são capazes de amar.” Os
comportamentos e atitudes que você toma antes de seu casamento vão ser
carregadas sempre para seu casamento. Ao participar de impurezas sexuais
agora, você estará hipotecando sua felicidade futura no seu matrimônio.
O sexo é destinado a um compromisso vitalício. Colocá-lo antes do
compromisso pode levar ao ressentimento, mágoa e com isso à necessidade
de cura em seu casamento.

3) Se prepare: O casamento é excepcionalmente difícil.

Penso que é uma tendência em nossa cultura colocar o fardo de nosso
anseio e esperança pela felicidade inteiramente sobre os ombros de outra
pessoa. Muitos têm a percepção sobre o casamento de tal forma: “Eu
tenho um profundo desejo de amar e de ser amada. Portanto, quando eu
achar minha alma gêmea eu serei feliz”. Deus nos fez para unirmo-nos a
Ele e apenas Ele pode preencher o nosso vazio que anseia por felicidade.
Quando colocamos os nossos desejos de felicidade inteiramente sobre
outra pessoa imperfeita (como você e eu), nós estamos preparando-nos
para a decepção. A realidade é que o matrimônio é extremamente difícil –
talvez mais difícil que qualquer outra vocação. Duas pessoas – que são
independentes e diferentes uma da outra – são encarregados com a
responsabilidade de tornar-se “um” e de levar um ao outro e seus filhos
para o Céu. Essa responsabilidade requer atos e decisões constantes de
amor, sacrifício e perdão. Isso NÃO é fácil e todo casamento enfrenta
lutas e desafios que ou o resultado é a separação e divisão entre os
esposos ou é o marido e a mulher morrendo para si mesmos e se tornando
mais santos e unificados juntos. O matrimônio é uma vocação que
santifica duas pessoas e seus filhos, e que pode por vezes ser um
processo doloroso.

Deus tem um plano para sua vida e para o seu propósito na Terra. Se
você não sabe a missão que Ele tem para sua vida, não se perturbe. Ela
virá com o tempo e oração. Preparar-se para sua vocação requer
diligência diária para buscar a cura e orientação de Deus para sua vida.




Tradução livre de um texto escrito por Everett Fritz retirado do blog “Chastity Project”: http://chastityproject.com/2014/11/3-keys-save-future-marriage/



3 Chaves para Salvar seu Futuro Casamento |

Comentários