As Filhas de Maria de Alqueidão da Serra, Portugal

 

A Pia União das Filhas de Maria



A Pia União das Filhas de Maria é um agrupamento de donzelas, cristãs
e de boa vontade, militando sob a bandeira de Maria Santissima
Imaculada, a fim de evitar o mal, progredir como boas jovens na piedade
cristã, na honestidade dos costumes e na observância dos próprios
deveres, mediante a protecção especial da Virgem Imaculada e de Santa
Inês.


A associação da Pia União das Filhas de Maria foi fundada em
Alqueidão da Serra no dia 16 de Maio de 1937, com um grupo de 28
associadas, a partir das Filhas de Maria da Barreira de Leiria.


As associadas trajavam blusa branca, saia
azul escuro, a cabeça era coberta com um lenço branco e usavam ao
pescoço uma fita larga azul, da qual pendia um medalhão com a imagem de
Nossa Senhora.
No dia da fundação houve missa cantada e
comunhão geral, na Capela de Nossa Senhora da Tojeirinha que era a sede
da associação. Presidiu à celebração o padre Henrique Antunes Fernandes.
Neste mesmo dia foram ainda nomeadas as pessoas que fariam parte da
Direcção:
Director: Padre Henrique Antunes Fernandes


Directora: Maria da Silva Rosa


Vice-Directora: Águeda de Jesus Roque




Presidente Brigida de Jesus Amado


Secretária: Susana da Silva Gomes


Tesoureira: Hermínia Vieira da Rosa


Mestra de Aspirantes: Maria dos Anjos


O Director tem a faculdade de escolher todos os anos uma Directora e uma vice-directora.


Ao Director compete: Presidir a todas as
reuniões; Dirigir as reuniões; Propor matérias de Deliberação;
Subscrever com a Directora, Presidente e Secretária as Actas das
Reuniões e os Diplomas das Filhas: Presidir ao Retiros Anuais, se não
julgar mais conveniente convidar outro sacerdote para isso.
À Directora e à Vice-Directora compete: Presidir a todas as reuniões em que não compareça o Director.
 - Presidente das Filhas de Maria - Foto cedida por Adolfo Carvalho (Tesório)


À Presidente compete: Exercer vigilância
sobre todas as associadas, sendo a primeira a dar-lhes bons exemplos,
não só no cumprimentos dos estatutos da congregação, mas em tudo. Deve
aceitar este cargo não como uma honra mas como um pesado encargo,
lembrando-se das contas que tem que dar a Deus pelo modo como o exerce.
Deve ser zelosa, serva dedicada à Virgem Santíssima e modelo de virtude
para as companheiras
À Secretária compete: Fazer todo o
trabalho de escrituração da Pia União. Em todas as reuniões lerá
primeiramente a acta da reunião anterior. Escreverá a lista das
Associadas , e toda a correspondência da congregação. Terá a seu cargo o
livro da Chamada ou Presenças das Filhas de Maria, os arquivos das
contas, o catálogo dos livros e todos os outros objectos pertencentes à
Pia União.
À Tesoureira compete: Registar em livro
especial de Entradas e Saídas, todas as quantias, recebidas ou gastas,
com a designação de todas as verbas. Não puderá fazer despesa alguma que
exceda dois escudos, sem o consentimento do Director.
À Mestra de Aspirantes, compete:
apresentar as Candidatas na ocasião da sua recepção como Aspirantes a
Filhas de Maria. Deve ter um cuidado especial com elas, para que cumpram
bem o regulamento da congregação.
 Foto 6 x 9 cedida por Maria Àgueda Amado


As Aspirantes deverão observar todas as regras prescritas às Filhas
de Maria, e lucram as mesmas indulgencias, mas não têm ingerência alguma
na Direcção da Congregação, e nos actos próprios desta devem ocupar um
lugar inferior às Filhas de Maria.


A prova das Aspirantes a Filhas de Maria não deve ser inferior a três meses, nem ir além de um ano.Diplomas das Filhas de Maria


Diplomas das Filhas de Maria





A insígnia das Aspirantes a Filhas de
Maria, nos Actos colectivos da Congregação é a Medalha própria da Pia
União que deve usar-se exteriormente suspensa de uma fita de seda,
verde, pendente ao pescoço.
Deveres da Associação da Pia União das Filhas de Maria:
1. Celebrar solenemente as suas festas
principais, que são: a da Imaculada Conceição, em 8 de Dezembro; a festa
de Santa Inês, em 21 de Janeiro; e o encerramento do mês de Maio,
através da congregação de seus membros com missa festiva em devoção a
Nossa Senhora;
2. Realizar reunião mensal com seus membros;


3. Pelo menos uma vez ao ano, fazer celebrar missa pelas associadas falecidas e doentes;


4. Por amor a Nossa Senhora, recitar o Ofício da Imaculada Conceição em suas reuniões;


5. Celebrar o “Dia da Filha de Maria”


Deveres da Filha de Maria para com a Associação
1. O respeito e a obediência ao Director,
aos membros da Diretoria, como o devotamento a seu centro e a fraternal
estima a suas irmãs espirituais;
2. Assiduidade às reuniões;
3. Portar-se dentro das boas normas de conduta social e cristã;


4. Fervor eucarístico;


5. Piedade e vida interior;


6. Devoção a Maria;


7. Devoção aos sábados e segundas-feiras, com a recitação do Ofício da Imaculada Conceição.


Datas importantes para a Pia União das Filhas de Maria
08 de Dezembro (Imaculada Conceição);
21 de Janeiro (festa de Santa Inês);


02 de Fevereiro (Purificação de Maria);


25 de Março (Anunciação de Nossa Senhora);


02 de Julho (Visitação de Maria Santíssima a Santa Isabel);


15 de Agosto (Assunção de Nossa Senhora)


08 de Setembro (Natividade de Nossa Senhora) e no domingo seguinte, o Santíssimo nome de Maria;


1º domingo de Outubro, festa do Santo Rosário;


21 de Novembro (Apresentação de Nossa Senhora no templo);


26 de Julho (Sant’Ana, mãe da Santíssima Virgem);


Indulgências Plenárias
1 – No dia em que as Associadas são
admitidas na Pia União como Aspirantes, ou como Filhas de Maria.
Condições: Verdadeira contrição, confissão e comunhão (Papa Pio IX e
Leão XIII)
2 – Em artigo de Morte. Condições: Condições: Verdadeira contrição,
confissão e comunhão, ou não o podendo fazer evocar contritas e
devotamente o nome de Jesus, ao menos com o coração, se não o puder
fazer com a boca.


3 – Nas festividades do Natal e Ascenção de Nosso Senhor.Condições:
Verdadeira contrição, confissão e comunhão e visita à sede da Pia União.


4- Nas duas Festividades da Pia União, isto é, na festa da Imaculada
Conceição das Virgem Maria, e na festa de Santa Inês Virgem e Martir.


5 – Nas festas da Natividade (8 de Setembro) Anunciação (25 de Março), Purificação (2 de Fevereiro), Assunção ( 15 de Agosto).


6 – Na solenidade do Santo Rosário (7 de Outubro)


7 – Na festa de Todos os Santos (1 de Novembro)


Condições para as indulgências nºs 4,5,6 e 7, confissão e comunhão


8 – Uma vez por mês, em dias à escolha mas em que contritos e
confessados, comungarem e visitarem a sede da Pia União, e aí orarem
segundo as intenções do Papa e assistindo à Reunião Mensal desse mês.


9 – Finalmente, se com devoção assistirem aos exercícios espirituais
que se costumam fazer todos os anos na Pia União, ao menos mais de
metade do tempo que estes exercícios durarem


“Os benefícios das Pias Uniões não se limitam à vida passageira terrena. Acompanham as Filhas de Maria após sua morte”.


Nas reuniões mensais havia sempre missa, e as associadas eram aconselhadas a fazer comunhões diárias.


Todas as Filhas de Maria se comprometiam a fazer as orações diárias
que incluía a reza do terço em família e a usar o Manual como livro de
orações predilecto.





O Manual das Filhas de Maria é um livrinho com 588 páginas, 5 Capitulos e mede 9x15cm.


No Capitulo I trata das Congregações de Nossa Senhora, Origem e progresso das Pias Uniões, Indulgencias e Previlégios.


No Capitulo II trata do modo como fazer uma Pia União, Recepçao das
Jovens, Reuniões, Deveres, Cargos, etc. e, no final do capitulo, um
excerto da vida de Santa Inês.


No Capitulo III trata do Ritual Geral das Admissões, Benção das Medalhas e entrega solene das fitas.


No Capitulo IV trata das regras de vida para todos os dias, todas as
semanas, todos os meses, todo o ano e todo o tempo. O que se deve fazer,
o que se deve evitar, Memorial das Donzelas Cristãs e Espelho duma
jovem cristã.


Neste Capitulo podem ler-se ainda orações, consagrações, o método
para assistir à missa, meditação, leitura espiritual. Método de
confissão e comunhão e como fazer os retiros mensais e anuais.


No Capitulo V podemos ler invocações ao Santissimo Sacramento,
devoção ao sagrado coração de Jesus, apostolado da oração, confraria dos
Anjos da Guarda e várias orações, ladaínhas e consagrações a Nossa
Senhora.


No final do manual existem cânticos religiosos com as respectivas partituras.


As Padroeiras
As Padroeiras da Pia União das Filhas de Maria são: A Virgem Imaculada e Santa Inês
Hino da Pia União das Filhas de Maria
A ti d’amor estes cantos


Do intimo d’alma erguemos,


A ti louvores rendemos,


Carinhosa doce mãe


Sem cessar louvam-te os anjos


Lá nessa glória infinita


Bendita, sempre bendita


Nós te diremos também


Coro


Ó Maria Imaculada,


Mais que os anjos pura e bela,


Palas tuas filhas vela,


Com piedade e com amor.


Contra a raiva do inferno,


Noite e dia nos defende,


Sobre nós o manto estende


O teu manto protector.


De todas as criaturas


Bendita sejas Maria


Bendita na luz do dia


Na noite d’estrelas mil.


Bendita no canto alegre


Das avezinhas da serra


Nas ondas que o mar encerra


Nas rosas do lindo Abril


Hino a Santa Inês
Ó Inês a ti se eleve


Destas filhas a homenagem


Que na mais terna linguagem


Ao teu culto vêm prestar!


Tu que és nossa protectora


Junto ao trono de Maria


Nossas suplicas lhe envia


P’ra seus dons nos alcançar.


Coro


A teus pés Inês bendita


Este voto nos conduz


Como tu só desejamos


Ser esposas de Jesus


Aos treze anos de idade


Já vencias o tirano


Que te arma em busco engano


Para conquistar-te o amor


Mas amante da pureza


E de Jesus protegida


Não deste a menor guarida


Aos ouvis do tentador.





As associadas que chegaram ao ano de 2015, apesar de o movimento já
não existir na paróquia, ainda conservam as suas medalhas e diplomas e
lembram que na altura trajavam blusa branca, saia azul escuro, a cabeça
era coberta com um lenço branco e usavam ao pescoço a fita larga azul,
da qual pendia um medalhão com a imagem de Nossa Senhora.


DSCN6721










fonte:

As Filhas de Maria | Alqueidão da Serra

Comentários