Chris Mathews, ateu, entrevista o cardeal Jorge Mario Bergoglio?

Chris Mathews, comunista, socialista e ateu entrevista o cardeal Jorge Mario Bergoglio, futuro Papa Francisco.
A entrevista que nunca existiu

Papa Francisco
Mensagem percorre a Internet dando conta que o jornalista Chris Mathews, comunista, socialista e ateu, da rede noticiosa norte-americana MSNBC, entrevista o argentino cardeal Jorge Mario Bergoglio, futuro Papa Francisco.

Em primeiro lugar, na MSNBC existe um jornalista de nome Chris Matthews, com dois tt. Chris Mathews, com apenas um t, não existe e isso pode fazer diferença. Christopher John Matthews é o nome completo do jornalista.

Chris Matthews e Chris Mathews são a mesma pessoa?

There are 25 professionals named Chris Mathews, who use LinkedIn to exchange ...

Trata-se, de fato, de mais uma célebre entrevista da série "a entrevista que foi sem nunca ter sido". Vejamos o motivo.

Alguns trechos da suposta entrevista despertam a atenção.

um estudante de Notre Dame, que prestava serviços sociais na MSNBC

Existem centenas de colégios, escolas e universidades Notre Dame; o estudante sem nome estuda em qual dessas instituições? Ficamos sem saber.

MSNBC é uma rede norte-americana de televisão tida, por alguns comentaristas, as having a bias towards left-leaning politics and the Democratic Party (Wikipedia).
Ou seja, a rede possui um viés que beneficia a esquerda e o Partido Democrata.

Barack Hussein Obama, o atual presidente dos Estados Unidos (agosto de 2013), pertence ao Partido Democrata e já foi rotulado de comunista por integrantes da right wing, ala direita, do Partido Republicano.

Do outro lado do espectro político existe a Fox News que dizem possuir viés à direita. Democracia tem disso: redes noticiosas com visões diferentes da mesma realidade, ao contrário de outros países em que as redes noticiosas pertencem a um mesmo grupo político ou a meia dúzia de famílias, todas comprometidas com a mesma linha ideológica. Este é o caso da Federação Russa, Coreia do Norte, República Popular da China. Falta algum país nessa lista?

Cuba? Nenhum mais?


Mathews diz: - “Eu não consigo digerir (aceitar) tal pensamento”.

O suposto entrevistador parece mais preocupado em aceitar ou não o pensamento do entrevistado do que em obter informações sobre o pensamento do futuro Papa Francisco.


Mathews ofendido pergunta: - O senhor culpa o governo?

Do ponto de vista jornalístico, é estranho o entrevistador se ofender ou ficar satisfeito com o ponto de vista do entrevistado. Estranho, muito estranho esse Mathews.


Ataca Mathews: - E a América Latina? O senhor quer negar o progresso conseguido?

Mr. Mathews foi entrevistar ou atacar o cardeal?


- “Suas idéias (sic) são radicais”, diz o jornalista.

Mais uma vez, o suposto entrevistador surpreende, pois cabe aos leitores ou telespectadores chegar a essa ou a outra conclusão. Seria um viés de manipulação, frequente em alguns países e redes noticiosas?


O texto diz que a entrevista jamais foi ao ar porque Mr. Mathews ficou muito contrariado com as falas do cardeal. Mas eis que surge o estudante sem nome para salvar a pátria:

um estudante de Notre Dame, que prestava serviços sociais na MSNBC, apoderou-se dele e o deu para seu professor.

O estudante apoderou-se [da entrevista] e a deu para seu professor. Professor e estudante apresentam atributos capazes de assegurar futuro promissor. Em que profissão?


Replica Mathews: ...
Acusa Mathews: ...

Ataca Mathews
Mathews ofendido

Pobre Mateus, por que não ficaste com os teus!

Quanto ao resto, é isso mesmo: resto.

O apelo para fazer spam, presente na mensagem, é mais um dado suspeito.

Além da versão portuguesa, existem as versões em francês, castelhano e inglês. Nem todas elas possuem o mesmo texto. Ficamos sem saber se foram muitas entrevistas ou apenas uma, devidamente deturpada para acomodar pensamentos e ideias dos fraudadores.

Segundo TruthOrFiction.com não é possível comprovar a autenticidade da entrevista, uma vez que ela não pode ser encontrada no sítio da MSNBC.

Para Snopes.com a entrevista é falsa e alerta para o programa Hardball with Chris Matthews no qual ele tece comentários diferentes dos contidos no texto fraudado. Veja trecho dos comentários dele:

MATTHEWS: "Let Me Start" tonight with the election of a new pope. It brings with it a great hope, and not just for Catholics. It promises a progressive church
on economic justice. Francis I is a Jesuit from Argentina. He`s known for throwing off the trappings and the perks of power, living in a small apartment, taking the bus to work.
...

MATTHEWS: George, thanks for coming on. You`re the expert. I really liked him immediately...

A página goodjesuitbadjesuit.blogspot.com.br/ diz que "Chris Matthews Did Not Interview Pope Francis". Traduzindo: Chris Matthews não entrevistou o Papa Francisco.

O sítio Msn.com alerta: Chris Matthews criticized by now-Pope Francis in interview that never aired. Traduzindo: Papa Francisco critica Chris Matthews em entrevista que nunca foi exibida.

E continua:
FALSE. Little evidence supports this rumor with some sites calling it a hoax
Traduzindo.

Falso. Poucas evidências comprovam a veracidade do boato e alguns sítios o chamam de hoax (pulha virtual).

O sítio dfwcatholic.org transcreve a entrevista e alerta: SNOPES.COM assegura que tal entrevista jamais ocorreu, mas considerando que não há provas que confirmem a fraude, nós a apresentamos uma vez que vale a pena conhecê-la.

Quer dizer, "se é verdade, não sei". Se o futuro papa falou aquilo ou se Chris Matthews ou Chris Mathews o entrevistou, isso não importa, mas eu concordo com o que está escrito e passo adiante.

No final das contas, há quem concorde com o texto e toma como verdadeira a entrevista, mesmo sem que ela tenha existido.

O importante seria saber se as opiniões são as do Papa Francisco. Mas isso é outra história.

Conclusão:

1. não há confirmação da fonte,

2. o jornalista Chris Matthews tem opinião diferente da contida no texto,

portanto, podemos concluir que se trata de mais um texto apócrifo.

Anos de chumbo
O Cardeal Bergoglio e a junta militar argentina.Le cardinal Bergoglio devisant avec la junte militaire argentine. (*)
Na foto, o então Cardeal Bergoglio e a junta militar argentina. Jorge Rafael Videla Redondo morreu em 22 de novembro de 2010. "Videla foi julgado, condenado à prisão perpétua e destituído da patente militar pela morte de 31 prisioneiros que ocorreram após seu golpe de estado". Wikipedia.

O ditador Rafael Videla recebe a comunhão
Esta foto tem circulado na Internet com a legenda: Rafael Videla, ditador argentino, recebe comunhão das mãos do Cardeal Bergoglio, futuro Papa Francisco. Não é verdade.

O da direita é o ditador, mas quem dá a comunhão é um sacerdote de idade avançada. Naquela época, 1976 - 1981, o Cardeal, nascido em dezembro de 1936, tinha entre 40 e 45 anos de idade. Videla, nascido em 1925, era 11 anos mais velho do que Bergoglio.



Chris Matthews Compares Conclave of Cardinals to School Elections



A New Pope and "The Most Corrupt Vatican Since the Borgias"
. Matthew Fox, ex-padre católico, discute a aproximação entre o Vaticano e a CIA e sua aliança com as forças direitistas da América Latina.
É interessante porque mostra o papel de dois gigantes possuidores de influência na América Latina, de onde veio o Papa Francisco: a CIA e o Vaticano. A transcrição da entrevista encontra-se em New Pope and "The Most....


Mais sobre o Papa Francisco, o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, Chris Matthews e Chris Mathews.

Bergoglio, la simplicité faite pape
Bergoglio, herdeiro de Simón Bolivar. Entrevista com Francisco Mele "Francisco é o primeiro papa bolivariano da história."

Chris Matthews

Chris Matthews Did Not Interview Pope Francis

Entenda acusações contra atuação do papa na ditadura argentina

Hardball with Chris Matthews, Wednesday, March 13 - msnbc, NBC News

Les accusations contre Bergoglio sont-elles fondées?

Monseigneur Bergoglio et les années de plomb

New Pope and "The Most Corrupt Vatican Since the Borgias", A

Pape François : héros des pauvres ou "collabo" ?

Partie de campagne à Bangor (*)

Rumor: Chris Matthews criticized by now-Pope Francis in interview that never aired



Mensagem original.
Sent: Thursday, August 22, 2013 9:48 AM
TIRO PELA CULATRA

Entrevista ou, melhor dizendo, tentativa de fazer o cardeal Bergoglio entrar numa “saia justa”. Se você puder repassar esta história, que reflete o pensamento de Sua Santidade é possível que as coisas mudem para melhor!

REZEMOS MUITO PELO PAPA, PARA QUE ELE POSSA LEVAR A CABO A MISSÃO QUE O SENHOR LHE CONFIOU.

Começa a circular a transcrição de uma entrevista feita com o atual Papa quando ele era o então cardeal Bergoglio, na Argentina.

Na realidade foi uma emboscada realizada pelo jornalista Chris Mathews da MSNBC, mas Bergolio encurralou Mathews de tal forma que a entrevista nunca foi ao ar, porque, ao perceber que seu plano havia falhado, Mathews arquivou o vídeo.

Porém, um estudante de Notre Dame, que prestava serviços sociais na MSNBC, apoderou-se dele e o deu para seu professor.

O destaque da entrevista é a discussão sobre a pobreza.

A entrevista começou quando o jornalista, tentando embaraçar o Cardeal, perguntou-lhe o que ele pensava sobre a pobreza no mundo.

O cardeal respondeu:

" - Primeiro na Europa e agora nas Américas, alguns políticos têm se dedicado a endividar as pessoas, fazendo com que fiquem dependentes.

- E para quê? Para aumentar o seu poder. Eles são grandes especialistas em criação de pobreza e isso ninguém questiona. Eu me esforço para lutar contra esta pobreza.

- A pobreza tornou-se algo natural e isso é ruim. Minha tarefa é evitar o agravamento de tal condição. As ideologias que produzem a pobreza devem ser denunciadas. A educação é a grande solução para o problema.

- Devemos ensinar as pessoas como salvar sua alma, mas ensinar-lhes também a evitar a pobreza e a não permitir que o governo os conduza a esse estado lastimável "

Mathews ofendido pergunta: - O senhor culpa o governo?

" - Eu culpo os políticos que buscam seus próprios interesses. Você e seus amigos são socialistas. Vocês (socialistas) e suas políticas, são a causa de 70 anos de miséria, e são culpados de levar muitos países à beira do colapso. Vocês acreditam na redistribuição, que é uma das razões para a pobreza. Vocês querem nacionalizar o universo para poder controlar todas as atividades humanas. Vocês destroem o incentivo do homem, até mesmo para cuidar de sua família, o que é um crime contra a natureza e contra Deus. Esta vossa ideologia cria mais pobres do que todas as empresas que vocês classificam de diabólicas”.

Replica Mathews: - Eu nunca tinha ouvido nada parecido de um cardeal.

" - As pessoas dominadas pelos socialistas precisam saber não têm que ser pobres"

Ataca Mathews: - E a América Latina? O senhor quer negar o progresso conseguido?

"O império da dependência foi criado na Venezuela por Hugo Chávez, com falsas promessas e mentindo para que se ajoelhem diante de seu governo. Dando peixe ao povo, sem lhes permitir pescar. Se na América Latina alguém aprende a pescar é punido e seus peixes são confiscados pelos socialistas. A liberdade é castigada.

- Você fala de progresso e eu falo de pobreza. Temo pela América Latina. Toda a região está controlada por um bloco de regimes socialistas, como Cuba, Argentina, Equador, Bolívia, Venezuela, Nicarágua. Quem vai salvá-los (a América Latina) dessa tirania?"

Acusa Mathews: - O senhor é um capitalista.

" - Se pensarmos que o capital é necessário para construir fábricas, escolas, hospitais, igrejas, talvez eu seja capitalista. Você se opõe a este raciocínio?"

- Claro que não, mas o senhor não acha que o capital é retirado do povo pelas corporações abusivas?

- "Não, eu acho que as pessoas, através de suas escolhas econômicas, devem decidir que parte do seu capital vai para esses projetos. O uso do capital deve ser voluntário. Só quando os políticos se apropriam (confiscam) esse capital para construir obras públicas e para alimentar a burocracia é que surge um problema grave. O capital investido voluntariamente é legítimo, mas o que é investido com base na coerção é ilegítimo ".

- “Suas idéias são radicais”, diz o jornalista.

- "Não. Há anos Khrushchev advertiu: "Não devemos esperar que os americanos abracem o comunismo, mas podemos ajudar os seus líderes com injeções de socialismo, até que, ao acordar, eles percebam que abraçaram o comunismo". Isto está acontecendo agora mesmo no antigo bastião da liberdade. Como os EUA poderão salvar a América Latina, se eles próprios se tornarem escravos de seu governo? "

Mathews diz: - “Eu não consigo digerir (aceitar) tal pensamento”.

O cardeal respondeu: - "Você está muito irritado porque a verdade pode ser dolorosa. Vocês (os socialistas) criaram o estado de bem-estar que consiste apenas em atender às necessidades dos pobres, pobres esses que foram criados por vocês mesmos, com a vossa política. O estado interventor retira da sociedade, a sua responsabilidade. Graças ao estado assistencialista, as famílias deixam de cumprir seus deveres para obterem o seu bem-estar, incluindo as igrejas. As pessoas já não praticam mais a caridade e veem os pobres como um problema de governo.

- Para a igreja já não há pobres a ajudar, porque foram empobrecidos permanentemente e agora são propriedade dos políticos. E algo que me irrita profundamente, é o fato dos meios de comunicação observarem o problema sem conseguir analisar o que o causa. O povo empobrece e logo em seguida, vota em quem os afundou na pobreza ".

SE CONCORDAR COM AS IDEIAS DO SANTO PADRE, REPASSE A ENTREVISTA ACIMA.

Entrevista del Cardenal Bergoglio a un comunista

Repassando. Muito interessante ...
Entrevista del Cardenal Bergoglio a un comunista


fonte: Chris Mathews, comunista, socialista e ateu entrevista o cardeal Jorge Mario Bergoglio, futuro Papa Francisco.

Comentários