Se não tivesse a mãe, junto a si, o Cristo seria reduzido a uma ideia abstrata.


A devoção mariana seria inaceitável se não tivesse o Cristo como cerne. O Cristo tem o lugar da luz, do sol, e Maria é apenas o halo, o círculo luminoso que o envolve. Porém, é fato veraz, que, para compreender real e verdadeiramente quem é o Cristo, não podemos deixar de contemplar Maria.

Se não pudesse contar com a sua Mãe, Jesus Cristo seria reduzido a uma ideia abstrata. As abstrações e as ideias não possuem, efetivamente, uma mãe, como dizia Karl Rahner; mas Jesus, o Filho de Deus feito homem, não pode abster-se de Maria, sua Mãe.
    

Cardeal Godfried Danneels
Rejouis-Toi Marie (Alegra-te, Maria)
Paroles de Vie (Palavras de Vida), Ed. Noel, 1985


Comentários