Igreja na Espanha anima as crianças a trocarem as bruxas por fantasias de santos



 A Conferência Episcopal Espanhola animou as crianças a se fantasiarem de santos ao invés de vestir-se de bruxas ou caveiras a noite de Halloween –véspera do Dia de Todos os Santos– para que isso seja "estímulo" para seguir com sua vida cristã.

Assim o indicou à Europa Press o secretário técnico da Comissão Episcopal de Liturgia, o padre Juan María Canals Casas, que se uniu à proposta feita pela Conferência Episcopal Britânica para a vigília da festividade que sugeriu realizar atividades divertidas para as crianças e fantasiar-se de santos como São Jorge, São Francisco, Santa Luzia ou Santa Maria.

"Essa nota da Inglaterra me parece perfeita, em vez de vestir-se de caveira ou de outras coisas, pois vestir-se do que é a festa de Todos os Santos", particularizou o padre Canales, ao mesmo tempo em que advertiu que todo o resto é "pagão".

Canals considera que é necessário "cristianizar totalmente" o Dia de Todos os Santos, e acredita que esta sugestão pode ajudar a recuperar a celebração da festa "como estava no princípio" e não com os elementos que se introduziram posteriormente.

Além disso, afirmou que disfarçar-se com trajes relacionados com o terror "não tem nenhum sentido" pois, a seu parecer, "não é pedagógico para as crianças" já que "não o fazem com um sentido religioso, de rezar pelos mortos, mas profano".

Na mesma linha, a Conferência Episcopal Britânica publicou um comunicado no qual anima todos os cristãos a acenderem uma luz em sua janela no dia  31 de outubro, noite de Halloween para mostrar que são seguidores de Jesus Cristo, e reivindicar o sentido religioso da festa, uma iniciativa que denominaram 'Night of light'.

Entre outras propostas, a Igreja de Reino Unido sugere fazer vigília, ir a Missa, levar um objeto de cor branca, e no caso dos menores, fantasiar-se de Santos, fabricar velas, cozinhar biscoitos ou organizar jogos, conforme assinalado na página Web 'nightoflight.org'.

O Bispo da diocese de Arundel e Brighton e chefe do departamento de Evangelização e Catequese, Dom Kieran Conry, destacou que Halloween é agora "a maior festa comercial depois do Natal" e que "é hora de recordar aos cristãos seu verdadeiro significado". Nesta linha, a Conferência Episcopal Britânica explica que Halloween vem de 'All Hallows Eve' que quer dizer 'Véspera de Todos os Santos'.


MADRI, 14 Out. 10 (ACI/Europa Press) .-

Comentários