Quem é o Coração de Jesus?

Quem é o Coração de Jesus?


É a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, o Filho, o Verbo que se fez homem. É o Filho de Maria de Nazaré, nascido pobre e despojado, numa manjedoura.
Um Deus que se debruça sobre a nossa fragilidade, para nos apontar os caminhos da paz e da salvação, da
alegria de viver.
O Coração de Jesus é símbolo e sinal do amor do Pai e do Espírito Santo para conosco: É símbolo do amor, pois o coração é considerado a raiz última do ser humano, o núcleo da pessoa, o centro unificador de toda sua vida e atividade. Nada há de mais íntimo, profundo e pessoal.
O Coração de Jesus é Cristo por dentro: manso, humilde, paciente, terno, compassivo, magnânimo, generoso,
amigo das crianças, dos jovens, dos pecadores. A Santíssima Trindade tem Coração: o de Jesus
O Coração de Jesus é amor e gratuidade. Pai, Filho e Espírito Santo eram plenamente felizes, na eternidade.
Deus nos olhou, nos amou e gratuitamente enviou Seu Filho para nos salvar. Buscando a Vontade do Pai,
encarnou-se no seio da Virgem Maria, por obra do Espírito Santo.
O Coração de Jesus é a síntese do Evangelho, veio para nos libertar do pecado, para nos reconciliar com o Pai.
Libertação e reconciliação encontram-se nas bases do Reino, nas raízes do cristianismo. Cristo é o libertador
que nos reconcilia com o Pai, sendo a síntese perfeita de todo o Evangelho.
O Coração de Jesus é o endereço da felicidade, pois os bens materiais não satisfazem o coração humano, sedento de infinito. O homem moderno perdeu sua identidade profunda, porque desvinculado de Deus.
Jesus tem um Coração profundamente eucarístico, sendo que, o Cenáculo e o Calvário são os dois grandes marcos da vida de Cristo.
Perplexa, Santa Teresa de Ávila dizia não entender as três “loucuras” de Jesus que, sendo Deus: nasceu pobre e despojado; morreu na cruz do Calvário e permanece silencioso nos tabernáculos do mundo inteiro.
É Refúgio seguro num mundo violento, tumultuado, agressivo, que nos deixa inseguros, vacilantes, semelhantes a pássaros feridos, de asas quebradas.
Misericordioso e amigo, o Mestre nos repete, especialmente nos momentos de angústia, sofrimento e solidão:
“Vinde a mim todos os que estais cansados, aflitos e sobrecarregados. Tomai meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração. Meu jugo é suave, e meu fardo é leve” (Mt 11, 28-30).
Garantia absoluta de Salvação. Na grande Promessa a Santa Margarida Maria, em 16 de junho de 1675, Jesus falou que na hora da morte, seria asilo seguro a todos os devotos de seu Coração.

Madre Maria Auxiliadora de Godoy, ASCJ
Espírito Santo do Pinhal (SP), "Triunfo do Coração de Jesus", n° 51

As doze Promessas do Sagrado Coração de Jesus


1- Dar-lhes-ei as graças necessárias para cumprirem os deveres de seu estado.

2- Darei paz às suas almas.

3- Consolá-los-ei em todas as suas aflições.

4- Serei refúgio seguro durante a vida e sobretudo na hora da morte.

5- Derramarei abundantes bênçãos sobre seus empreendimentos.

6- Os pecadores acharão em meu Coração a fonte e o oceano infinito da misericórdia.

7- As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas.

8- As almas fervorosas elevar-se-ão rapidamente a uma grande perfeição.

9- Abençoarei os lares onde for exposta e honrada a imagem do meu Coração.

10- Darei aos sacerdotes a graça de comoverem os corações endurecidos.

11- As pessoas que propagarem esta devoção terão seus nomes escritos para sempre no meu Coração, e dele jamais
serão apagados.

12- Prometo, na excessiva misericórdia do meu Coração, que meu amor onipotente concederá a todos os que
comungarem, durante nove primeiras sextas-feiras do mês seguidas, a graça da penitência final: não morrerão em
pecado e sem receber os sacramentos, servindo-lhes meu Coração de asilo seguro naquele último momento.

Comentários