E a ti, uma espada traspassará tua alma!

E a ti, uma espada traspassará tua alma!


É verdade, ó Mãe Bem-aventurada, uma espada traspassará tua alma! E é, somente atravessando tua alma, que ela penetrará a carne de teu Filho.

De fato, quando Jesus entregou o seu espírito, o teu Jesus - Ele pertence a todos, mas pertence a ti, de forma especial - o lance cruel não atingiu a alma de teu Filho (sem ter piedade deste morto a quem ela não podia mais ferir), abriu o seu lado, mas traspassou a tua alma: a alma de Jesus, já não estava em seu corpo, mas a tua alma, certamente, já não poderia ser arrancada; a tal ponto que, com justiça, nós te proclamamos mais do que mártir, pois que o sofrimento corporal, em ti, foi ultrapassado pela dor da tua compaixão.

    
      

São Bernardo de Claraval (1091-1153),
Sermão das Doze Estrelas, § 14,
em Escritos sobre a Virgem Maria,
Ed. Mediaspaul, Paris. 1995, p. 35-36

Comentários