[Fwd: Zenit - "Operação Peter Pan", projeto para resgatar órfãos no Haiti - não deixem de ler]



 

Vejam que coisa extraordinária a Igreja Católica em Miami está organizando.

 

 

ZP10012104 - 21-01-2010
Permalink: http://www.zenit.org/article-23865?l=portuguese

“Operação Peter Pan”, projeto para resgatar órfãos no Haiti

Iniciativa liderada pela arquidiocese de Miami

MIAMI, quinta-feira, dia 21 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).- Após o devastador terremoto no Haiti, milhares de crianças estão sozinhas, caminhando pelas ruas de Porto Príncipe, sem ter uma meta fixa nem uma pessoa maior de idade que se responsabilize por elas.

Por essa razão, a arquidiocese de Miami organiza uma campanha que visa a ajudar estas pequenas vítimas. Trata-se da operação “Peter Pan”, que tem como objetivo unir os Estados Unidos às ações humanitárias voltadas às crianças haitianas, uma vez que ficaram órfãs devido ao terremoto.

Também pretende ajudar as crianças que ficaram feridas, fornecer-lhes assistência médica adequada e tentar fazer com que possam se reunir em pouco tempo com suas famílias. A aprovação final do projeto depende agora da Administração do presidente Barack Obama.

Experiência cubana

A operação "Peter Pan" consiste em um movimento similar ao realizado pela arquidiocese de Miami entre 1960 e 1962, depois da Revolução Cubana, quando Miami recebeu cerca de 14 mil crianças procedentes da ilha.

A cubana Eloísa Echazábal foi uma das beneficiadas neste projeto. Chegou a Miami com 13 anos de idade.

"A bondade dos desconhecidos é o que nos ajuda a ir adiante", disse ao diário New Herald, de Miami. "Hoje, podemos ser estes desconhecidos para estas pobres crianças, que são como nós, antigamente", assegurou.

O diretor de "Caridades Católicas", Richard Turcotte, disse que a ideia de se repetir a operação “Peter Pan” surgiu ao ver imagens de uma criança que morreu no terremoto. 

Turcotte destacou em declarações à imprensa que "a reação foi angustiante" e que, desde o dia em que divulgaram o projeto, não pararam de receber ligações, especialmente da parte dos cubanos que há 50 anos chegaram aos Estados Unidos.

A arquidiocese deseja habilitar um departamento que se encarregue exclusivamente de atender as ligações e responder aos emails de pessoas interessadas pela iniciativa.

De acordo com Turcotte, muitos legisladores federais e estaduais, assim como muitos cidadãos norte-americanos, ofereceram suas casas para abrigar ou adotar crianças sem-teto do Haiti.

As crianças seriam amparadas, a princípio, em refúgios provisórios. Um deles seria no condado de Broward, situado ao norte de Miami.

"Devido à magnitude do ocorrido no Haiti, é prioridade trazer estas crianças órfãs para os Estados Unidos", disse Randolph McGroty, diretor executivo dos Serviços Legais Católicos" (CLS), durante coletiva de apresentação da iniciativa.

Além disso, o governo norte-americano anunciou ontem que estão suspensas todas as deportações ao Haiti de pessoas sem documentos vindas dali.

--- --- ---

Na internet: http://www.miamiarch.org/

(Carmen Elena Villa)

 

Wagner Bonelli – Auxiliar de Marketing
Rua São José, 90 – Sala 2201B - Centro
CEP: 20010-020 – Rio de Janeiro / RJ - Brasil
Tel.: 21 22928251 / Fax: 21 2220-4884

wagner@ais.org.br / www.ais.org.br

 

Comentários